Área do cliente
Conteúdo relevante sobre Gestão e Mobilidade.

Cadastre-se para receber nossos artigos.

Inova News

A Quarta Revolução Industrial com Liderança Disruptiva

Tema de pesquisas com constantes abordagens, já está aí a “Quarta Revolução Industrial” para a qual devemos nos preparar para lidar com o “novo”, que sempre vem. A inovação tecnológica com inteligência artificial, ambientes digitais cloud com mobile, onde essencialmente as plataformas, soluções e recursos cyber físicos tornarão a experiencia dos consumidores cada vez mais positiva. Impulsionada por fatores diversos, a velocidade destas mudanças alerta as Empresas para que adequações sejam implementadas, para compreender e antecipar as soluções.

O Impacto das mudanças tecnológicas

Em larga escala, amplitude, ambientes multifuncionais, tal mudança de comportamento será de forma mais intensa e por isso, diferente de tudo que o “Ser humano” já tenha se relacionado, quem conseguir se adaptar mais, melhor e mais rápido, gastando menos, terá uma enorme vantagem competitiva. As lideranças deveram estar filtrando bem o grande volume de informação que estará à disposição. Na primeira revolução em 1750 este volume de informações dobrava a cada 150 anos, e na segunda revolução a cada 50 anos. Já na terceira revolução iniciada em 1950 dobrava a cada 50 anos e na quarta a cada 10 anos. Nesta quarta revolução industrial que já iniciamos a informação dobra a cada 02 anos, com uma forte aceleração a partir de 2020, segundo especialistas deverá diminuir o tempo e a cada 73 dias dobrará o volume de informações.

Uma das situações que deveremos habituar, é com o ambiente caótico que estaremos enfrentando, pois ainda há uma predominância de incertezas diante de nossas expectativas, as certezas serão bem menores e devemos estar atentos para mudar um plano rapidamente. Principalmente nesta fase inicial, uma Empresa terá que aceitar condições do fazer, em aprender a fazer e com a velocidade das mudanças tecnológicas a “Perfeição” estará praticamente inatingível. A situação de nossos produtos e serviços estarão mesmo assim bem posicionadas, ou estaremos fora do mercado, no entanto este posicionamento implicará que possivelmente teremos que partir para o “algo novo”.

Leia o artigo completo

Administrar a equipe comercial para atingir os objetivos e bater metas

No atual cenário mercadológico e de nossa economia torna-se imperioso que uma Empresa tenha ainda mais atenção para com a sua equipe comercial, estruturar uma equipe de vendas produtiva é uma premissa para que uma Empresa consiga estabelecer e bater metas, sendo um de seus principais objetivos. Conquistar esse objetivo é a garantia de que a Empresa estará saudável e em condições de preparar-se para o seu crescimento de forma segura.

A maioria dos recrutamentos e seleção de pessoal é realizada pelo setor de RH, bem como da responsabilidade em administrar a capacitação e evolução dos profissionais dentro da organização. A direção da Empresa com base no conhecimento relacionado a sua segmentação de mercado será capaz de identificar vendedores e formar uma equipe comercial de sucesso, com uma Gestão que consiga engajar a equipe de vendas com os demais colaboradores da Empresa, não apenas com uma visão das metas estabelecidas e da motivação, mas também dos planos estratégicos além das metas.

Realize o planejamento das metas e objetivos de vendas estabelecendo-as mensalmente, um dos recursos para manter uma equipe comercial focada e motivada em evoluir e melhorar os indicadores de desempenho. Alguns facilitadores serão percebidos, onde os valores e os volumes de vendas são menos intimidadores, estabelecendo metas alcançáveis, sendo que assim a saúde emocional de sua equipe de vendas estará mantida em boa forma. A direção da Empresa deve compartilhar de suas metas e da sua visão global do mercado, abordando a estrategia junto aos colaboradores.

Leia o artigo completo

Gestão Financeira, essencial para um empreendimento de sucesso

Realizar uma Gestão Financeira eficiente é fundamental para que uma Empresa seja bem sucedida, sendo que se faz necessário que os Empresários acompanhem com rigor a movimentação financeira e como sua Equipe e o mercado estão se comportando.  Bem como, revisar conceitos, processos para controles e analises de desempenho, integrando estas  informações, para que obtenha dados confiáveis; desta forma evitaremos avaliações e conferencias  de operações que impactam nos resultados, consumindo tempo, sem eficacia efetiva a qual precisamos.

Para que as empresas tenham seu crescimento assegurado, a gestão financeira deve estar bem orientada, uma gestão que foque em uma visão macro das finanças, pois deve estar integrada ao   ambiente externo, seja no relacionamento com bancos, comportamento de fornecedores, comportamento de clientes ou mesmo na percepção de ações da concorrência no mercado. Sendo esse ambiente ligado indiretamente ás situações financeiras é que solicita-se que se uma administração moderna, dinâmica, onde haja questionamentos, analises para a tomada de decisões. É muito importante que os gestores tenham uma leitura real do que está acontecendo no mercado e efetuar ações, adaptando-se ás condições atuais para que uma Empresa seja competitiva.

Nestas atividades é que são apurados os custos da Empresa e da captação de recursos financeiros, acompanhando o fluxo de caixa, controle de estoques e produção, pagamento de impostos e encargos trabalhistas. Resumidamente a gestão financeira aplica os recursos para o crescimento da Empresa, analisando os dados e apresentando à diretoria, para que sejam alinhados com as metas e objetivos gerais da Empresa.

Leia o artigo completo

RIPDP – Relatório de Impacto à Proteção de Dados Pessoais: O que é e como iniciar a sua elaboração

Com a Lei Geral de Proteção de Dados em vigor, além da adequação e implementação da lei, as empresas e organizações precisam estar preparadas para efetuar os procedimentos e práticas dispostas na lei. Um dos principais procedimentos criados pela LGPD é o Relatório de Impacto à Proteção de Dados Pessoais (RIPDP), que serve como uma documentação de análise de risco necessária quando se realiza tratamento de dados Pessoais.

Nesta publicação começaremos a compreender o que é o Relatório de Impacto à Proteção de Dados Pessoais, como ele deve ser feito e quanto a responsabilidade das partes que participam de sua criação e a elucidação de alguns termos e conceitos técnicos importantes.

O QUE É RIPDP:

O principal objetivo da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) é assegurar que o tratamento de dados pessoais, seja ele com a base legal que for, não cause riscos e danos aos direitos do titular dos dados. Seu tratamento tem consequências e interferências diretas na vida das pessoas que são os titulares de dados. Neste sentido, a lei determina o publicação do Relatório de Impacto à Proteção de Dados Pessoais. O documento consiste numa ferramenta de gestão de riscos para evitar que ocorram violações, especialmente de dados pessoais. Enquanto existem diversos procedimentos e práticas que podem ser implementados para proteger a infraestrutura, os ativos ou o modelo de negócio como um todo.

Leia o artigo completo

LGPD: Uma adequação que estaremos empenhados nos benefícios

Objetivando a regulamentação de responsabilidades e deveres para quem armazena e realiza o tratamento de dados pessoais, estabelecendo os direitos dos Brasileiros; em 2018 foi promulgada a LGPD, inscrevendo o Brasil em uma lista com mais de cem países que possuem leis para proteção de dados pessoais. É recomendável que se inicie as adequações, as quais devem ser com base em um mapeamento de todo o ambiente relacionado com o “Tema”.

Nesta publicação temos o objetivo de chamar a atenção para uma matéria que estará em pauta nos próximos meses das atividades operacionais de Empresas que efetuam tratamento de dados pessoais. Em oportunidades anteriores citamos sobre a LGPD. “Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais”, que foi aprovada em agosto de 2018 e visa regulamentar os dados pessoais coletados, tratados e armazenados pelas Empresas, entre outras organizações. Esta nova Lei cria um cenário de segurança jurídica para padronizar boas práticas, promovendo a proteção igualitária aos dados pessoais de todos os clientes, aplicada aos dados de pessoas naturais, coletados ou tratados.

Conforme a Lei, toda informação que resulte na identificação direta ou indireta uma pessoa ou torná-la identificável são dados pessoais. Assim, exemplos destes dados são: nome, endereço, números únicos identificáveis (RG, CPF, CNH), geolocalização, endereço de IP (protocolo da internet), cookies e outros. Há uma subcategoria de dados pessoais, que são “dados sensíveis”: dada a sua relevância e importância demandam de mais proteção do que o dado comum. Esses dados são relativos à origem racial ou étnica, convicção religiosa, opinião política, filiação a sindicato ou a organização de caráter religioso, filosófico ou político, dado referente à saúde ou à vida sexual, dado genético ou biométrico quando vinculado a uma pessoa natural. Também aborda o “dado anonimizado” que é relativo ao “titular” que não possa ser identificado, considerando a utilização de meios técnicos disponíveis na ocasião de seu “tratamento”. Esse dado é aquele que perde a possibilidade de associação direta ou indireta do “Titular”.

Leia o artigo completo

Investimento em automação de processos converte-se em qualidade e rentabilidade

Além de fabricar, vender ou distribuir produtos, é essencial monitorar e garantir a qualidade em todas as etapas dos processos da cadeia de suprimentos para a sua fabricação, comercialização e distribuição. É necessário uma gestão com foco na Qualidade; de forma detalhada, sofisticada e inovadora, com o objetivo de melhoria contínua da qualidade para atender as expectativas dos “Clientes”.

Com a globalizado, a competitividade industrial ganhou um papel muito importante. Hoje uma empresa não disputa mercado apenas com outra na mesma região, estado ou país. Atualmente, a disputa é mundial. Muitos fatores fazem uma empresa mais competitiva; seus produtos e serviços, suas Inovações, a Equipe de colaboradores. Concluímos que é uma junção de vários os itens que compõem uma indústria, mas principalmente tudo o que acontece internamente e o cliente não vê. Uma empresa possui vantagens competitivas quando as práticas de gestão estão aliadas a um sistema de gestão capaz de tornar seus processos mais eficientes.

O segmento da indústria sempre passa por diversas transformações; para se atingir melhores índices de competitividade, os processos internos e externos devem estar alinhados com a estratégia da Empresa, e executados corretamente. Na atualidade, as indústrias querem otimizar seus resultados passando por uma reformulação e aderindo a automatização dos processos. O ERP Inovação pode dar apoio a Gestão para o melhor Gerenciamento dos Processos de Negócios, que busca organizar e facilitar atividades organizacionais, internas ou externas. Rompendo com processos manuais arcaicos, deixando os procedimentos operacionais padrões mais corretos.

Leia o artigo completo

Grupo Inovação completa quarenta anos com foco no futuro

Em meio ao trágico momento que enfrentamos com pandemia da COVID, que nos impõe os protocolos de segurança, o distanciamento entre as pessoas e tantos outros cuidados, que levaram-nos a adotar a modalidade em “home office” a boa parte de nossos colaboradores. Todavia vivemos uma ocasião importante em que o Grupo Inovação completa quatro décadas.

O Grupo Inovação completa mais uma década e iniciamos um novo ciclo, com a confirmação de que está no DNA da Inovação Tecnologia a busca desafiadora da evolução no aprimoramento das soluções, para antecipar tendências. Assim sempre encontramos um recomeço para direcionar nossa marca que ao fim de cada ciclo se renova. Iniciando seu primeiro ciclo em Divinópolis, polo do centro-oeste de Minas Gerais. Com pioneirismo e empreendedorismo dois contadores se projetaram naquele desafio de investir em tecnologia da Informação na década de 80, quando este “Setor” estava em regime de “Reserva de Mercado”. Com o surgimento da “microinformática” houve uma certa acessibilidade a computadores, que até então predominava a arquitetura “maiframe” que ocupavam salas. Nesta oportunidade, de um escritório de contabilidade surgiu uma Empresa no segmento da Informática e processamento de dados, como se definia naquela ocasião.

Com a abertura de mercado nos anos 90, houve uma corrida bem acentuada do mercado de TI no Brasil. Nesta década destaca-se um período onde foi possível expandir a atuação em outros mercados e em regiões mais distantes, meios de comunicação de dados em softwares deram início a uma grande evolução em trafego de dados, o que hoje se popularizou com a utilização da internet. Na linha do tempo da Inovação tivemos o privilegio de participar de todos os avanços tecnológicos até chegarmos na atualidade com a acelerada transformação digital.

Leia o artigo completo

Invasão e roubo de dados são vazamentos que devem e podem ser evitados

A muito tempo que estamos sujeitos a ameaças cibernéticas com a ampla utilização de diversas tecnologias em equipamentos, software e APPs. No começo deste ano houve um grande vazamento de dados que coloca alerta para que a segurança dos dados esteja na pauta de planejamentos das Empresas brasileiras. Essa vulnerabilidade obviamente nos assusta, pois a exemplo, foram vazadas 223 milhões de CPFs e quase 103 milhões de registros de celulares.

Mesmo com o aumento dos riscos referentes aos dados, o modelo de trabalho em “home ofice” trouxe algumas vantagens para as empresas, em se tratando de redução de custos e aumento de competitividade. Este modelo de trabalho que poderá alternar entre o escritório, casa ou outras opções, se confirmará forte tendência na perspectiva pós pandemia. Com o “home Ofice” aumentaram exponencialmente os crimes cibernéticos, principalmente em ambientes que não estão em condições de prover a segurança para a guarda de informações, dados que claro, tem que ser bem valorizados. Enquanto tudo isso, números apontam a urgência para as empresas em investir em ferramentas que estabeleça níveis de segurança mais satisfatórios.

Um assunto que a maioria preferem não comentar é se de forma pessoal ou na empresa houve algum comprometimento com a segurança da informação. Se, em 93% dos casos, são necessários apenas minutos para que ocorram ataques aos sistemas das empresas, sendo que, “Gestores” tomam conhecimento depois de semanas da ocorrência de um vazamento, para o qual a motivação mais predominante é dinheiro. Quase sempre atacam pela via mais acessível e fácil, violando pelas vulnerabilidades, com patchs disponíveis há meses, se não, anos. Clique aqui para “Alterar senha” ou acesse o “Documento” neste link.

Leia o artigo completo

Inovação e Tecnologia refletem na competitividade das Empresas

Nos próximos anos vamos presenciar uma corrida bem acelerada da transformação digital em curso, sendo necessário que os Gestores estejam sintonizados com os recursos que conduzem as Empresas a um patamar que proporcione melhor desempenho e rentabilidade.

Neste primeiro trimestre que estamos encerrando de forma extremamente complicada, em um ambiente complexo, principalmente pelo contexto da “pandemia”, temos aquela lembrança de outros tempos em que os Gestores mesmo em um cenário dentro da “normalidade”, ainda aguardavam a economia se aquecer para realizar investimentos necessários para o crescimento de uma Empresa. No primeiro trimestre houve uma constatação já frequente na pauta dos Empresários: para que tenhamos eficiência nas atividades da empresa precisamos de colaboradores competentes e engajados, que reconhecem bem suas funções. A este tema, outra convicção que se confirma ano a ano é o apoio da tecnologia, que envolve Sistema ERP, APPs conectados, utilizando diversos dispositivos.

Esse ambiente multi-plataformas que se configura dentro das empresas que buscam ser mais competitivas, está ficando cada vez mais acessível e com os novos avanços, principalmente com a “Tecnologia 5G”, quem investe em novas tecnologias que ofereçam aderência ao negócio, o tornando mais eficiente, com certeza toma a dianteira e deixa para trás seus concorrentes. Esta realidade se caracteriza num ambiente que proporcione o controle do fluxo dos dados em tempo real, monitoramento dos processos relacionados às atividades da empresa, previsibilidade em demandas; para isso uma Empresa tem que estar conectada a sua cadeia de suprimentos, para atingir o objetivo de integrar todos os processos.

Leia o artigo completo

WMS e sua relação direta com a maior parte da logística nas Empresas

A Solução WMS (Warehouse Management System) para Gestão, automação e controle da armazenagem é contratada para proporcionar o gerenciamento de todas as movimentações de produtos, sejam estes matérias-primas, produtos industrializados, nas indústrias ou produtos para revenda e distribuidoras, atacadistas e lojas.

A automação dos processos logísticos, estarão em alta nos próximos anos, pois são essas ferramentas é que vão garantir a competitividade e sustentabilidade das empresas. Quando uma empresa pretende atingir patamares mais elevados, tem que assegurar o controle dos processos logísticos com o aprimoramento de todo o desempenho das tarefas nos setores envolvidos. Sem investir nessa estrutura as empresas passam a amargar prejuízos e o pior, é claro, passa a colocar em rico a confiabilidade que conquistou perante os clientes. Investir em inovações tecnológicas para melhorar os processos logísticos é parte relevante para imprimir uma administração dinâmica e moderna, estruturando tanto a área de infraestrutura, bem como privilegiando a qualificação das Equipes em todos os departamentos das organizações.

Por esses e outros motivos se faz muito necessário que os Clientes da Inovação Tecnologia se informem sobre as soluções disponíveis no ERP Inovação, bem como conhecer Soluções dedicadas a proporcionar os controles nos demais processos que são executados depois dos controles em processos de compras, entrada documental para estoque e parte Fiscal.

Leia o artigo completo